4 de mai de 2010

ESPAGUETE DE ABOBRINHA

Minha madastra mora na Alemanha, mas precisamente em Kassel, uma cidadezinha próxima a Frankfurt, onde é realizado o Documenta. Sonia passou uns dias lá em casa e trouxe na mala dezenas de frutas secas dos mais variados sabores, todas produzidas a partir da agricultura Biodinamica. Uma corrente trazida pelo filósofo Rudolf Steiner que preza o principio de "auto-sustentabilidade". Através do equilíbrio entre as várias atividades (lavouras, criação de animais, uso de reservas naturais), busca-se alcançar maior independência possível de energia e de materiais externos à fazenda. Uma agricultura preocupada com a terra, com o meio, com o todo. Hoje Sonia vai embora e como despedida fez um prato que comemos há anos atrás no Universo Organico e desde então ela passou a replicar lá pelas terras alemãs. Além de delicioso mais light impossível. Spaghetti a moda da Sonia via Universo Orgânico. 02 abobrinhas grandes 02 tomates orgânicos 01 cebola pimenta do reino sal castanha do Pará Rale a abobrinha crua de comprido para que os fios fiquem grandes como um macarrão mesmo. Em uma panela faça um molho de tomate clássico. Refogue a cebola picadinha, cozinhe em pouca água os tomates, retire a pele. Tempere com pimenta do reino. Bata no liquidificador. Uma pitada de sal. Atenção, bata o tomate com pouca água para que o molho fique grosso. Coloque o espaguete crú no prato, despeje o molho morno sobre ele. Rale uma castanha do Pará por cima. Para acompanhar : abóbora moranga em pedaços no forno com um fio de azeite e gergelim. Essa receita é adaptada , na original do Universo Organico, o molho de tomate leva macadamia e talvez alguma outra semente, ou o leite da semente, dando ao molho uma consistência mais cremosa. Mas esse segredinho ainda não peguei com a chef Tiana. Agora que o Universo abriu no Shoping da Gávea vai ficar mais fácil. Assim que eu descobrir eu conto para vocês. Mas experimentem a moda da Sonia que já fica uma delícia !

6 comentários:

  1. oi Júlia, em primeiro lugar parabens! Sou fã do seu blog!!! Adorei essa receita, mas como vc consegue ralar a abobrinha de maneira comprida ???? bjs

    ResponderExcluir
  2. Não tem como conseguir o RSS do blog? Quero acompanhá-lo, mas não consigo instalar no meu reader.

    ResponderExcluir
  3. Queridas leitoras,
    que delicia de mensagens!
    puxa obrigada
    Bruna exitem alguns modelos de ralador onde você pode ralar o legume deitado de comprido. No ralador comum, rale de cima para baixo com a abobrinha deitada para que os fios fiquem longos.
    KK quanto ao RSS é só isncrever seu email no seguidor. Eu não sei o que esta havendo com o seu ... puxa vida, quero muito que me siga...será que alguém poderia nos ajudar ?/
    beijos beijos Ju

    ResponderExcluir
  4. Adorei e vale a pena usar a criatividade. Ao longo é como a abobrinha nasce e cresce e se a beneficiamos desta maneira , estaremos aproveitando melhor as forcas vitais da natureza e nao só sua substancialidade.
    http://www.youtube.com/watch?v=zBzo3QZ5Z-w
    Lots of love

    ResponderExcluir
  5. Fiz a receita e ficou deliciosa! O único porém é que a abobrinha soltou muita água, e acabou diluindo bastante o molho. Será que tem algum jeito de fazer ela não soltar tanto água?

    ResponderExcluir
  6. A receita é ótima mas dei um toque personalizado nela, refoguei a aborinha em alho e azeito, e depois coloquei o molho pronto, acrescentei manjericão e substiui a castanha por queijo ralado. Ficou uma macarronada italiana muito saudável e deliciosa.

    ResponderExcluir