1 de jun de 2011

As Aftas


Acordei com a boca e garganta cheias de aftas.
Não conseguia comer, tudo que encostava na língua ardia. Doía até para falar.
Na medicina chinesa interpretamos todas as doenças como sinais, respostas do seu corpo para algo que está desarmonizado. O sintoma apresentado é a maneira como o corpo tem de se comunicar . Como consegue se expressar. Ele avisa: " hello, presta atencão aqui, hein !" "Isso tá errado , não dá para seguir assim !" "Não vou segurar a onda, vou começar a dar defeito"....
Afta está ligada a boca, comunicação, oralidade, o que deixou de falar, o sapo que engoliu, ou a comida que não te fez bem, enfim  o que o corpo não digeriu, seja o sapo ou a comida, explode , sai de alguma maneira.
Os meus sintomas geralmente expressam-se na pele: variam entre herpes, espinhas, aftas...
Liguei para as minhas "gurus", já desesperada quase querendo marcar um gastro..
Mas elas indicaram primeiro uma solução mais prática e eficiente, ao alcance das mãos: os remédios naturais.
É preciso alcalinizar o corpo, está com muita acidez.
Dra Miria a homeopata pediu que tomasse de 04 em 04 horas 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio diluído em 1/2 copo dágua, até sarar.
Rachel a guru da alimentação indicou a boa e velha ameixa umeboshi, ameixa salgada, a venda em lojas de produtos naturais ou orientais. Colocar no canto da boca até dissolver.
Evitar alimentos "puro amido" como aipim, batata baroa, inhame, pois ardem mais as aftas.
Comer alimentos docinhos, como abóbora, cenoura, fazer sopas com esses ingredientes. As frutas semi- ácidas, como as maçãs devem ser cozidas com um pouco de água e canela para diminuir a acidez. Até mesmo a banana, colocar no forno por uns minutos para soltar mais o doce.
Enfim, estou no segundo dia de remedinhos naturais e quase não sinto mais nada. O bicarbonato ajudou muito e quanto aos alimentos a Rachel deu a dica certa, ao tentar comer inhame, as aftas arderam muito e tive que dexar de lado. 
A boa e velha fiosofia do Hipócrates continua sendo minha reza: " Que o alimento seja o seu remédio e que o seu remédio seja o seu alimento".

2 comentários:

  1. Há uma linha da medicina que enxerga aftas como uma manifestação da cândida e sugerem o consumo de iogurte para combater as bactérias "do mal".

    Já tentou?

    ResponderExcluir
  2. Sendo assim, dar o docinho as aftas seria prejudicial pois a cândida alimenta-se de.... TADA! Açúcar!

    O facto de evitar alimentos ácidos é idêntico ao de evitar os "puro amido", também ardem! E quanto a alimentação, não é necessário ir ao oriente para termos alcalinizantes, alias, somos até produtores de alguns dos melhores alimentos para o efeito. Mas isso é outra história :D.

    ResponderExcluir