21 de abr de 2011

Ajo logo existo !

6ª feira de manhã , diálogo com amiga no carro seguindo para o trabalho: _ Acho que aquela frase está errada: "Penso logo existo!" Só pensar não adianta nada, você passa a existir a partir das suas ações, da atitude. Pensar todo mundo pensa. A diferença entre os brilhantes e os mortais comuns, é essa. Os gênios executam, fazem. Saem do mundo das ideias. _ Concordo. Isso é papo de artista, filósofo, esse povo super criativo e que ninguém conhece. Você existe a partir do que você faz, pelo que te reconhecem é o que te dignifica. Ter ideia é mole, quero ver fazer, concretizar, levar adiante. Depois desse papo minha cabeça passou o final de semana pensando em como executar. Arriscar, mesmo sem saber se vai dar. Tentar. Se jogar. Fazer, ao menos um pouco. Do it ! Sou compulsiva e no momento venho tentando transpor minha compulsividade por chicletes para a compulsividade da ação. Ser ativa e não impulsiva. Agir pensado, com responsabilidade. Ir até o final. Eu costumo viver tanto uma história no pensamento e maturação que antes mesmo de executar , já enjoei, não quero mais saber. Pensar demais só não adianta. Tem que pensar e agir, indo em frente. Claro que tudo tem o tempo da maturação. Mas mesmo durante o processo tem que ir testando, jogando iscas, dando os passos que levarão até a constatação. Mesmo que seja a conclusão de que precisa maturar mais para chegar a hora. Mas quando chegar a hora vc deve estar com a ideia fechada, pronta, testada. Para ajudar no agir, a botar em prática, vou para cozinha. Cozinhar é algo conclusivo, com começo, meio e fim. Estamos no outono e nessa época nosso corpo quer a consistência e o conforto das raízes como inhame, baroa, mandioca. Eu gosto de fazer chips de todos eles. Anota aí: Fatie com descascador bem fininho as raízes e coloque crúas em forno bem quente em forma coberta com papel manteiga. Deixe por cerca de 30 minutos. Desligue o forno, salpique sal, se quiser um pouco de órégano e voilá. Eu guardo em potes e como como se fossem Ruffles naturebas. É bom para levar de lanche no trabalho.

2 comentários:

  1. Boa dica, fácil, sem complicação e muito útil para lanches.
    bj

    ResponderExcluir
  2. Julia,
    seu blog é incrível, parabéns!
    Forma coberta com papel manteiga = forma forrada com papel manteiga ou forma "tampada" com papel manteiga?
    Bjs,

    ResponderExcluir