11 de jan de 2012

Sobremesa Saudável


Acabei de ler "Um dia" de David Nicholls e estou orfã.
Me apeguei a Emma, personagem principal , já éramos amigas confidentes.
E agora que acabou estou desolê.
Retornei ao livro algumas vezes para reler trechos que me fizeram sorrir, momentos em que vivi ali, como se  fosse um deles, naqueles anos e lugares.
Dá um certo conforto saber que as maluquices que penso, não sou só eu... existem outros tão malucos quanto.
O livro é triiiiiiste,  mas tão real, possível de acontecer que a identificação foi imediata.
Quando terminei para alegrar o  dia fui preparar um doce, uma torta deliciosa que peço sempre no restaurante Fontes em Ipanema.

Torta de frutas natural
Receita de Maria Luiza Pitanga do restaurante Fontes

Ingredientes:
• 1 Abacaxi em rodelas s/ o miolo
• 8 ameixas s/ caroço
• 400g de banana passa picada
• 3 maçãs em fatias
• 6 bananas d'água

Modo de Preparo:

• Forre uma forma de fundo removível com papel manteiga.
• Cubra o fundo com as rodelas de abacaxi e complete o centro dos abacaxis com as ameixas.
• Creme: em um processador, vá batendo aos poucos um punhado de banana passa, meia rodela de abacaxi e algumas rodelas de banana. Este creme vai cobrindo a torta.
• Faça uma camada de 1cm.
• Forre com as maçãs em fatias.
• Termine com outra camada do creme.
• Cubra com papel alumínio e asse em forno médio por 30min.
• Espere esfriar para retirar o alumínio.
• Coloque na geladeira até gelar para desenformar.

Torta de Palmito com grão de Bico



Aquariana, costumo ter devaneios, às vezes em momentos proibitivos como no meio de uma reunião, palestra ou aula.


Tipo, está quase no momento de entrar a minha parte na apresentação do power point para o cliente, estou pronta, concentrada aguardando a deixa da colega de trabalho e puf , entro em outro planeta.

Outro dia quase tive um acesso de riso sozinha quando visualizei a cena : "e se eu sem querer abrisse no pen drive ao invés da apresentação das etapas do projeto, um álbum com fotos íntimas de um final de semana com namorado ? Imaginei tudo ali exibido em tela cheia para o cliente.

Tudo uma fantasia, nem ao menos corria esse risco, mas veio o pensamento e só a hipótese que criei e alimentei para ficar mais verdadeiro e engraçado , me desconcentrou.

Tenho essa mania desde pequena, os amigos na escola cantavam uma musiquinha toda vez que a professora  fazia uma pergunta e eu demorava a conectar:  "Eu vivo sempre no mundo da lua...". Me desligo , crio cenas inusitadas e mesmo sabendo serem impossíveis de acontecer, vou dando corda a minha mente para ficar cada vez mais engraçado e quase não conseguir segurar o riso.

Nessa hora em que o riso vem a boca, costumo tossir, ajeitar o cabelo, faço um coque para me recompor.

Depois de uma longa reunião e chegar em casa varada de fome, o melhor dos mundos é ter uma comida prática, deliciosa e ainda por cima healthy para confortar.

Essa receita é do Fontes um clássico restaurante natural em Ipanema no Rio.

Torta de Palmito

Receita de Maria Luiza Pitanga do restaurante Fontes

Ingredientes:

• 500g de palmito fresco

• 500g de grão-de-bico

• Cheiro-verde picado (um molho)

• Sal a gosto

• Alho a gosto

• Azeite de oliva

Modo de Preparo:

• Deice o grão-de-bico de molho por 2 horas. Cozinhe com um pouco de sal até ficar macio.

• Escorra e passe na peneira ou espremedor de batata.

• Bata com um pouco de azeite e forre uma vasilha refratária, deixando um pouco de massa para cobrir a torta.

• Faça um refogado com azeite e alho. Coloque o palmito picado e o cheiro-verde, tempere com sal e cozinhe até ficar macio.

• Recheie o refratário e cubra com o restante do purê.

• Pincele com azeite e leve ao forno para dourar.


10 de jan de 2012

Dog Days are Over


E tem aquele dia que você acorda inspirada e perdoa todo mundo que algum dia te fez mal.
Que ri da piada do ascensorista do elevador, sente vontade de abraçar o porteiro, colocar uma flor atrás da orelha, chutar a bola para os meninos jogando futebol, correr atrás do cachorro do vizinho, trocar ideia sobre o mundo e filosofias de vida com o taxista, fazer festinha no bebê da colega de trabalho.
Que acha o cliente maneiro e que faz sentido a enésima modificação no trabalho que ele pediu.
Que até que aquela moça antipática da cantina não é tão chata assim.
Quase saltita pelo corredor do trabalho ao se deslocar.
Não sente fome, sorri para todos, atende a todas as ligações e é legal com a mocinha do call-center.
O barulho da obra do prédio não te irrita. Nem o ar condicionado no máximo que congela os ossos te incomoda mais.
Das duas uma: ou você está saindo de férias, ou está apaixonada e correspondida.
Esses dias não acontecem muitas vezes, mas felizmente eles acontecem, e mais de uma vez na vida! Pode acreditar.

Uma receita animada para dias de empolgação máxima.
Para cozinhar dançando Florence & The Machine- Dogs Day Are Over embalada por uma boa tacinha de vinho branco:

Ingredientes: (receita para 04 pessoas)

01 posta de Robalo fresco, aberta no sentido do comprimento (pedir na peixaria a posta aberta e limpa)
04 pedaços médios de Palmito pupunha
01 ramo de alecrim fresco ou outras ervas frescas.
Pimenta do reino
Sal a gosto

Tempere o Robalo com sal, pimenta do reino e salpique bastante alecrim. Robalo sendo fresco não precisa nem de limão para temperar.
Deixe descansar por 30 minutos. Se usar limão no tempero deixar menos tempo.
Coloque o peixe no grill ou grelha já quente (untar antes com um fiapo de óleo de canola - pode usar uma grande frigideira untada caso não tenha grill). Vire dos dois lados, cerca de 10 minutos cada lado.
Regue o pupunha com azeite e coloque um pouquinho de sal envolva em papel laminado. Leve ao forno pré- aquecido por 20 a 30 minutos,  abra durante o cozimento para sentir se está macio, pode finalizar na grelha qunete  por alguns minutinhos só para dar uma corzinha. Eu usei uma sanduicheira de fazer misto quente.
E pronto.

Refeição leve ótima para noites quentes de verão.