29 de mai de 2010

A gaivota

Estava deitada na prancha, bem longe da arrebentação, no silêncio acolhedor do oceano e me sentia completamente em paz. Plena, segura, inteira, em casa. A gaivota sobrevoava perto de mim , era como se conversasse comigo. O sol me abraçava, aquecia minha alma. A brisa fazia cafuné no meu cabelo. Fechei os olhos e lembrei que há um tempo atrás meus dias foram cinzas, chuvosos e tristes. Foi quando meu pai estava no hospital e todos os finais de semana e momentos livres passava junto com ele. Nessa fase me agarrei na frase do Osho "Isso também passará". Sabia que a saída era lá na frente e que a situação iria se transformar. De repente, o peixe pulou na minha frente e me trouxe de volta a minha prancha. Abri os olhos e a gaivota piscou para mim : "Tá vendo, passou !" Me toquei que os dias voltaram a ser ensolarados. Esse instante , guardo junto com meus tesouros e tiro essa imagem de dentro do baú em dias nublados. Em homenagem a essa gaivota resolvi fazer um peixe. Peixe Fernão Capelo Gaivota: 02 Filés de peixe branco (dourado, tilápia, namorado,...) limão pimenta do reino ervas sal marinho Molho pesto light de rúcula: 1/2 xic azeite 01 col de sopa de gergelim branco 04 col de sopa de água 01 molho de rúcula orgânica sal marinho pimenta do reino Tempere os filés com limão pimenta do reino e ervas. Deixe descansar por cerca de 01 hora. Esquente uma grelha ou frigideira de preferência de aço inox, ou teflon que nào esteja descascado. Coloque um fio de óleo de canola ( eu costumo passar com um pincel na panela). Grelhe os filés. Reserve. Bata no liquidificador o gergelim sozinho, depois junte o azeite, a rúcula, pimenta do reino,sal um pouco de água e bata novamente. Coloque uma colher de sopa do molho sobre os filés. Para acompanhar , algumas opções: Saladas Purê de batata baroa legumes cortados em tiras salteados na wok arroz integral com gergelim Tenha um dia ensolarado!

23 de mai de 2010

Life is sweet

Quando estou com um problema martelando a mente aprendi que a melhor coisa a fazer é sair do campo da angústia. Mudar de assunto, dar uma volta, falar com os amigos sobre outras coisas, ver um filme de comédia.
Se estiver barra pesada mesmo me dou de presente um dia de princesa.
Acredito que viemos ao mundo para aprender coisas novas e ser feliz.
Começo o dia de princesa endorfinando o corpo pedalando, correndo ou nadando para liberar a energia estagnada.
Emendo numa sauna .
Depois um mergulho na praia com água de coco olhando o horizonte para abrir a mente.
A tarde entro no salão e faço tudo que tenho direito, pé, mão, cabelo, sombrancelha. Se a grana estiver curta faço máscaras naturais para cabelo corpo e rosto em casa mesmo e fico cheia de pepino na cara, abacate no cabelo e mel espalhado pelo corpo.
Faço uma massagem, se não der para pagar massagista, alugo um amigo ou amiga que saiba fazer.
Compro flores para casa.
E para adoçar o dia finalizo com um docinho de preferência sem causar nenhum estrago no trato que acabei de dar no corpo.
Sobert de manga natural: Ingredientes: 01 manga 01 gengibre 01 folha de hortelã Opcional: Geléia de gengibre sem açucar. Descasque e corte em pedaços uma manga rosa bem madura, guarde em pote com tampa ou saco plástico e congele. Você pode bater os pedaços de manga congelada no liquidificador , passar na centrífuga, ou ralar com um ralador formando fios como um macarrão. Opcional : bata a manga congelada junto com metade de 01 laranja lima espremida. Até formar um creme. Rale um pouco de gengibre por cima do creme. Sirva com uma folhinha de hortelã. Opcional: Em volta do prato coloque um pouco de geléia de gengibre natural sem açucar. Existem marcas inglesas ótimas a venda nos supremercados. A última que comprei é da marca Wilkin & Sons.

22 de mai de 2010

Sob nevoeiro use farol baixo.

Seguimos a vida fazendo escolhas, consultando nosssos mapas, bússolas e guias para determinar o caminho, que lado ir , tentando sempre evitar se perder. Se perder dá medo, apavora. Mas será que se perder é ruim mesmo ? Se perder também abre oportunidades. Oportunidade do desconhecido, do novo, do diferente. Nunca esqueço quando numa viagem em Paris me separei dos amigos e resolvi flanar. Saí com o objetivo assumido de me perder pelas ruas. E nesse dia encontrei um lugar mágico. Uma pequena casinha, charmosa, cheia de tralha, pilhas de livros desorganizadamente arrumados, frases soltas pelo chão, poemas escritos nos degraus, poesias e plantas tudo junto e misturado. Foi como se eu tivesse encontrado a casa de doces do João e Maria. Era a livraria Shakespeare & Co. O dono um senhor rabugento e ao mesmo tempo simpático, não me deixou tirar fotos, mas carrego comigo a lembrança e o cheiro de livro e papel guardado. Foi um momento, um instante, um encontro que surgiu a partir da liberdade de me perder. Os amigos dessa viagem até hoje não conseguiram encontrar a livraria , expliquei que só vão encontrar quando se perderem. Paris me emociona e me dá fome. Respeito e admiro a culinária francesa, mas do meu jeito... Deve ser um crime para os chefs e puristas, mas de cara substituo e elimino a manteiga e o leite das receitas. Essa é uma receita de quiche que adoro fazer para os amigos, já é um clássico. Quiche de palmito e alho poró Ingredientes: Massa 300 gr de farinha sem glúten ( FSG) ou farinha de arroz. 1/2 xíc. de azeite ( vou colcando no olho aos poucos para a massa não ficar muito mole) um pouquinho de água sal marinho a gosto Recheio: 01 vidro de palmito orgânico picado ( lavar antes) 01 alho poró 01 vidro pequeno de cogumelos 02 cebolas pequenas pimenta do reino cominho óleo de canola sal marinho Modo de preparo: Junte a farinha com azeite numa tigela , despeje aos poucos o azeite, amasse bem e forme uma bola. Se necessário coloque um pouquinho de água para dar liga. Até que a massa solte das mãos. Deixe descansar na geladeira coberta por 1h se possível. Prepare o recheio: Refogue o alho poró em rodelas com cebola picada no óleo de canola, pimenta do reino e cominho. Bata no liquidificador o palmito com o cogumelo para formar um creme. Misture o creme delicadamente com o refogado. Abra a massa com rolo em uma superfície lisa. Forre uma forma de quiche, ou torta. Despeje o recheio. Coloque em forno já aquecido. Deixe por pelo menos 30/40 minutos. Para acompanhar salada verde de folhas orgânicas. Nota da autora: As medidas não são exatas pois vou sempre colocando aos poucos até chegar na textura desejada.

6 de mai de 2010

Conforte-me com maçãs

Maçã me lembra amor, que me lembra mãe. Minha mãe não era uma expert na arte culinária, na verdade nem curtia muito cozinhar. Mas essa torta natural que aprendeu em Paris era sua especialidade. Uma ótima pedida para fazer nesse domingo. Friandise aux pommes by mamy Massa Brisé: 250gr de farinha sem glúten ( FSG) ou de arroz 150 gr de manteiga Ghee 5 colheres de sopa de água 01 pitada de sal Misturar com os dedos. Forrar a forma com esta mistura. Cobrir com papel alumínio e encher de feijões crús por cima para massa não estufar. Assar uns 15 minutos. Nota da autora: bem coisa de receita antiga: cobrir com feijões crús ? quem ainda faz isso ? Recheio: Fazer uma compota com maçãs vermelhas. 04 maçãs descascadas e cortadas em cubos. Coloque-as de molho em água com limão. Trocar a água e cozinhar até ficarem transparentes numa calda rala. Essa compota é espalhada sobre a massa brisée depois de retirada do forno. Semoule: 50 grs de farinha sem glúten ou de arroz. 25 grs de manteiga ghee 50 grs de castanhas do pará (de preferencia embalada a vácuo, pois não está oxidada) 25grs de uva passa orgânica hidratadas ( deixar de molho na água da noite para o dia e escorrer ) canela e essência de baunilha orgânica Misturar com os dedos até formar uma farofa. Depois cobrir a compota com esta farofa e levar novamente ao forno até formar uma crosta dourada. Para dar mais gosto a sêmola acrescente casca de limão ou laranja lima ralada. Essa receita mora na memória, carrego comigo, mas nunca mais comi. E se não fosse o velho caderninho azul eu não teria como passar a vocês. Fica aqui a minha homenagem a dona da receita, que me ensinou a respeitar as diferenças,que a justiça e a honestidade devem sempre prevalecer e que na vida a gente deveria experimentar um pouquinho de tudo, desde pintar uma tela, tocar um instrumento, plantar uma horta, desenhar, escrever poesia, fazer cerâmica, jogar volley, dançar, surfar, buscar coisas novas, diferentes, ser aberta a descobertas, lugares e pessoas. Para você que tem a sorte de ter uma mãe ai do lado, aproveite, aprenda com ela, perdoe, agradeça por sua existência. E eu tiro uma casquinha das muitas mães que escolhi como lanternas para iluminar meu caminho. Feliz dia das mães!

Onde isso vai dar eu não sei, mas é para lá que eu vou

Ando meio agitada, inquieta, quicando . Frenética. Quando vejo estou como uma mulher polvo, fazendo tudo ao mesmo tempo, tentando todas as possibilidades. Sei que é uma fase, a fase do movimento,da ação, de semear. E que depois de plantar virá a fase da espera para colheita. Nessas horas recorro a meditação para me manter centrada e não me perder no caminho. No budismo japonês usamos o termo princípio de Itaidoshin que significa diferentes corpos numa única mente. Manter-se conectada com o meio, o todo, com o desejo, o seu coração, para não se sabotar e ir para o lado oposto dos seus mais sinceros sonhos. Além disso uso também alguns segredinhos para os ataques de ansiedade que aprendi com meus gurus da medicina chinesa. Caso alguém se identifique... vale ter sempre em casa. Água de flor de laranjeira - Coloque uma colher de sopa dissolvida em 1 litro de água e tome ao longo dia. Eu deixo a minha em cima da mesa do trabalho. A venda nas lojas de produtos árabes, temperos ou de produtos naturais. Bolinha de camomila da homeopatia. Carrego comigo na bolsa just in case. Em noites de insonia punk mesmo,levanto da cama e faço um suco na centrifuga composto de: 16 folhas de alface lisa, 02 maçãs, 02 talos de aipo. Tomo o suco e volto direto para a cama. O alface e o aipo tem poderes sedativos. Ao lado da cama na mesinha de cabeceira mora uma caixinha com cápsula natural de maracujá. E ainda na chaleira o clássico chá de camomila. Com esse kit não há insônia, ansiedade ou pensamentos frenéticos que resistam. Bons sonhos.

4 de mai de 2010

Cuide bem de você

O que me incomoda no outro geralmente é algo com o que me identifico, que eu tenho e não gosto. O outro espelha aquilo que não quero ver. Por isso se quero mudar alguém, procuro modificar antes a mim mesma. Até porque ser uma pessoa melhor é a melhor maneira de ajudar o outro. Tem assunto que é nosso, tem assunto que é do outro e tem assunto que é do cosmos, do céu, do Universo, de Deus. Para ter uma mente sã, comece pelo combustível , o que você coloca para dentro. Intoxicado com o fígado opilado, fica mais dificil ter clareza do que se quer.Fica tudo turvo, poluído, confuso. Comece limpando. Limpe o seu corpo. Depois a mente começa a se limpar naturalmente. O ex namorado da artista Sophie Calle,mandou muito bem ao menos na frase que ele escreveu na carta de término do namoro: "Cuide bem de você" E seguindo os conselhos do ex Sophie Calle para exorcizar sua dor fez uma linda exposição usando como mote a carta de término. Você tem cuidado bem de você ? Como está a sua pele ? A pele é um orgão de troca do interno com o externo, responsável por manter a temperatura do nosso corpo. E ela também se alimenta. Além de prestar atenção ao que ingerimos pela boca, devemos prestar atenção em como nos hidratamos de fora para dentro. Sabonetes, hidratantes e óleos quanto mais naturais melhor. Com ingredientes mais perto da nossa natureza, o corpo reconhece e incorpora com mais facilidade. Atente para não poluir e intoxicar sua pele com metais, corantes e aditivos químicos presentes em vários produtos de beleza para o corpo. Conheci recentemente a Reserva Folio, uma marca de cosméticos feitos com matérias primas naturais e orgânicas e que tenham comprovado o respeito ao meio ambiente e pelas comunidades envolvidas no seu cultivo. Os produtos possuem o selo de qualidade natural IBD. Simone sócia da empresa se inspirou na marca alemã Welleda para criação da marca. São óleos, sabonetes, cremes e loções de sabores como castanha do pará, cupuaçu,andiroba,mel, própolis,menta, eucalipto, alecrim, entre outros. Vá lá: a venda na loja Universo Orgânico, Shoping da Gávea -1o piso ou pelo site www.reservafolio.com.br Dicas: Nas farmácias em geral procure pelos sabonetes neutros como os de glicerina. Para hidratar o corpo os óleos minerais, de amêndoas, e castanhas costumam ser os mais naturais. Use xampus sem sal, com ingredientes orgânicos. Gosto da marca Surya, dos produtos da Granado, do sabonete Phebo e de óleos e loções para bebês que costumam ser mais naturais. Uma marca incrível com uma linha que vai da pasta de dente a xampus totalmente isentos de metais é a Forever Living, a venda pelo site ou através de revendedoras. www.foreverliving.com.br

Pausa para o café

Gosto muito de sair para tomar um expresso. Muitas vezes almoço em casa ou no trabalho e saio só para tomar o café depois da refeição. Serve para dar um respiro, mudar os ares. Um momento onde paro, penso, faço anotações. Gosto de variar os lugares e tenho o hábito de olhar os cardápios mesmo se eu não for comer nada. Tive uma grata surpresa outro dia quando peguei o cardápio do Cocadine no segundo piso do Shopping da Gávea. O bistrô serve várias comidinhas sem glúten,como torradinhas com geléias, cesta de pães, pizzas, lasanhas vegetarianas, bolo de tapioca, sobremesas sem açucar, além de chás naturais quentes e gelados. Coisa rara de encontrar nos cafés tradicionais. Algumas frescurinhas que costumo usar para dar um toque no café: Uma pitada de canela, ajuda acelerar o metabolismo. Uma gotinha de baunilha orgânica , dá um gostinho e sacia a vontade de sobremesa. Raspas de limão. E minha prima me deu a dica de colocar uma sementinha de cardamomo,esse ainda não provei mas deve ficar um luxo ! Vá lá: COCADINE Shopping da Gávea Rua Marquês de São Vicente, 52 - quiosque 65 (2º piso) - Shopping da Gávea cep: 22451-040 - Rio de Janeiro - RJ tel: (21) 2511-6574 COCADINE Planetário da Gávea Av. Padre Leonel Franca, 240 - quiosque (varanda) - Planetário da Gávea cep: 22451-000 - Rio de Janeiro - RJ tel/fax: (21) 2512-9783

ESPAGUETE DE ABOBRINHA

Minha madastra mora na Alemanha, mas precisamente em Kassel, uma cidadezinha próxima a Frankfurt, onde é realizado o Documenta. Sonia passou uns dias lá em casa e trouxe na mala dezenas de frutas secas dos mais variados sabores, todas produzidas a partir da agricultura Biodinamica. Uma corrente trazida pelo filósofo Rudolf Steiner que preza o principio de "auto-sustentabilidade". Através do equilíbrio entre as várias atividades (lavouras, criação de animais, uso de reservas naturais), busca-se alcançar maior independência possível de energia e de materiais externos à fazenda. Uma agricultura preocupada com a terra, com o meio, com o todo. Hoje Sonia vai embora e como despedida fez um prato que comemos há anos atrás no Universo Organico e desde então ela passou a replicar lá pelas terras alemãs. Além de delicioso mais light impossível. Spaghetti a moda da Sonia via Universo Orgânico. 02 abobrinhas grandes 02 tomates orgânicos 01 cebola pimenta do reino sal castanha do Pará Rale a abobrinha crua de comprido para que os fios fiquem grandes como um macarrão mesmo. Em uma panela faça um molho de tomate clássico. Refogue a cebola picadinha, cozinhe em pouca água os tomates, retire a pele. Tempere com pimenta do reino. Bata no liquidificador. Uma pitada de sal. Atenção, bata o tomate com pouca água para que o molho fique grosso. Coloque o espaguete crú no prato, despeje o molho morno sobre ele. Rale uma castanha do Pará por cima. Para acompanhar : abóbora moranga em pedaços no forno com um fio de azeite e gergelim. Essa receita é adaptada , na original do Universo Organico, o molho de tomate leva macadamia e talvez alguma outra semente, ou o leite da semente, dando ao molho uma consistência mais cremosa. Mas esse segredinho ainda não peguei com a chef Tiana. Agora que o Universo abriu no Shoping da Gávea vai ficar mais fácil. Assim que eu descobrir eu conto para vocês. Mas experimentem a moda da Sonia que já fica uma delícia !

Feiras Orgânicas - Divulgando novos endereços